Estudo, Português e Literatura

Variações Linguísticas

As variações linguísticas acontecem em todos os idiomas, estando sujeita a diversas modificações através dos tempos e dos lugares. Em nosso idioma, podemos encontrar variações linguísticas de tempo, já que o português falado atualmente é muito diferente do português de um século atrás; variações linguísticas de regionalidade, quando ouvimos o português falado em Portugal ou em outros países, e mesmo no Norte ou Sul do Brasil.

Além disso podemos também encontrar variações linguísticas de grupos sociais ou de situações, quando temos um português falado de forma informal ou formal. Existem, portando, variações linguísticas no modo de falar, entre profissionais de profissões diferentes, entre gírias usadas pelas diferentes faixas etárias e grupos e ainda a diferença entre a linguagem escrita e a falada.

Veja também: Saiba quais são as 7 maravilhas do mundo

publicidade:


Variações Linguísticas

Variações linguísticas e o seu uso

Frente a todas as variações linguísticas, muitas vezes nos perguntamos qual a forma correta de usar o idioma português. E a resposta é bastante simples: não existe uma única forma correta. O que devemos entender é que existe a forma mais adequada de se comunicar, de acordo com a situação apresentada.

publicidade:

Assim, a forma mais adequada de nos expressarmos é falando de acordo com a situação, conseguindo eficiência na comunicação, nos fazendo entender por quem ouve.

Se usarmos o português em sua linguagem formal escrita numa situação informal, vamos nos comunicar de uma forma inadequada, soando como pretensioso, artificial e, se usarmos gírias numa comunicação escrita, vamos usar termos pouco apreciados na linguagem formal.

Cursos grátis

Clique aqui e faça um curso gratuito. São diversas áreas (tecnologia, informática, web, gastronomia, administração). E o melhor, você não precisa pagar nada por isso.

Para usarmos adequadamente as variações linguísticas devemos somente nos ater ao fato de que a linguagem é um código de comunicação, ao mesmo tempo em que se trata de um tipo de comunicação que cria repercussões a quem a ouve.

Na hora em que precisamos nos comunicar, escrevendo, devemos tomar cuidado com as questões de correção, escrevendo da forma correta, dentro da linguagem formal, prestando atenção a alguns detalhes importantes:

  • Devemos estar atentos aos problemas de acentuação, de crase e da grafia correta das palavras;
  • Devemos observar a colocação correta do verbo, prestando atenção à conjugação, à concordância e à regência verbal;
  • Devemos observar os pronomes e sua colocação, com a sua função sintática correta na frase;
  • Devemos observar se as palavras estão sendo utilizadas com o seu sentido e sua forma corretos.

Veja, por exemplo, nessa última frase: usamos o termo “corretos” para que houvesse a concordância entre “seu sentido e sua forma”. Não poderíamos usar “corretas”, já que não estaríamos nos referindo a “sentido”, e sim apenas a “sua forma”. Como estamos tratando no singular, “corretos”, se fosse se referir apenas à forma, deveria estar escrito como “correta”, e não estaríamos englobando o “sentido” como correto na mesma ideia que estamos transmitindo.

Variações linguísticas tornam o idioma mais dinâmico

Variações LinguísticasDevemos entender, portanto, que qualquer idioma deve ter variações linguísticas, já que a linguagem está em constante evolução, sendo um tipo de comunicação dinâmica e mutável, em virtude de vários fatores sociais e culturais.

Vamos considerar as diferentes variações linguísticas que podemos encontrar a qualquer momento:

Variação histórica

A variação histórica pode ser observada na transformação que uma palavra sofre ao longo do tempo. Um dos bons exemplos é a palavra “você”. Nos velhos tempos, “você” era falado e escrito como “vossa mercê”, quando nos dirigíamos a uma pessoa de maior posição social. Com o tempo, “vossa mercê” se transformou em “vosmecê” que virou “você” em nossa língua atual.

Variação regional

A variação regional é constatada através dos dialetos falados no mesmo idioma em diferentes regiões. Dois exemplos são a palavra “mandioca”, que é conhecida no nordeste como “macaxeira” ou como “aipim”, ou abóbora, que é chamada de “jerimum”. Da mesma forma, temos também o dialeto interiorano, chamado de caipira no sul, falando por pessoas que não tiveram uma educação formal, não conhecendo os termos cultos.

Variação social

A variação social é encontrada em grupos diferentes de pessoas, em diferentes condições sociais, e aí encontramos as gírias. Um grupo de surfistas tem uma linguagem que uma pessoa fora do grupo não é capaz de compreender se não houver uma melhor explicação sobre as palavras, e o mesmo acontece com outros grupos. A linguagem coloquial usada nesses grupos é muito diferente da linguagem formal, usada por pessoas que não pertencem àquela classe social. Outra diferença pode ser encontrada em jargões, usados por diferentes profissões. Uma linguagem de um médico é bastante diferente da linguagem de um advogado, por exemplo.

Variações linguísticas – Videoaula

Caso tenha ficado alguma dúvida, assista uma videoaula super didática clicando aqui

publicidade:
Share this Story

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Check Also

Palavras Difíceis e seus significados

Há quem diga que inteligência é afrodisíaco. E ...




Nosso site é gratuito e sempre será. Para ajudar a manter o site funcionando, por favor indique aos seus amigos clicando no G+, não custa nada.

Receba novidades por e-mail

Assine a nossa newsletter e receba novos conteúdos por e-mail!