Estudo, História

Halloween – A Origem

publicidade:

O Halloween é uma festa que tem origem há mais de 3 mil anos, entre os celtas, povo que viveu na Europa Central. Trata-se de uma data comemorativa celebrada no dia 31 de outubro, fazendo parte do calendário popular de diversos países ocidentais do hemisfério norte, principalmente nos Estados Unidos, onde chegou levada pelos irlandeses imigrantes nos meados do século XIX.

A festa do Halloween, em sua origem, celebrava os mortos. Segundo os celtas, era nesse dia que os espíritos saíam dos cemitérios com a intenção de ocupar os corpos dos vivos. A obrigação era assustar os fantasmas e, para isso, os celtas colocavam nas portas das casas caveiras, ossos e outros objetos que deveriam afastar os espíritos.

Escola Brilhante oferece cursos gratuitos, rápidos e online!

GARANTIR MINHA VAGA GRÁTISÚltimas vagas!

O Halloween foi considerada uma festa pagã pela Igreja Católica, durante a Idade Média, passando a ser chamado de Dia das Bruxas. Os que comemoravam a data eram perseguidos e, muitas vezes, condenados à fogueira, na época da Inquisição.

Veja Também: Saci Pererê – A Lenda Do Saci

halloweenimage

Halloween – Uma festa considerada pagã

As festas populares sempre foram realizadas por todos os povos, desde a antiguidade, sempre carregando tradições. O Halloween, entre elas, era uma dessas festa que buscavam valorizar os opostos que regem a humanidade.

Para tirar do Halloween o seu estigma de festa pagã, ou Dia das Bruxas, a Igreja Católica criou o Dia de Todos os Santos, em 1° de novembro, procurando mostrar o lado positivo dos antepassados, querendo, com isso, eliminar o Halloween. A intenção, no entanto, não trouxe resultados.

Considerando que o dia primeiro de novembro era para celebrar os mortos e não para afastar os maus espíritos, os povos celtas da época estabeleceu que o mundo seria, na sua véspera, palco das ações dos demônios e fantasmas e, desta forma, estabeleceram que o dia anterior, ou a noite anterior, seria o “all hallow’s eve”, ou seja, “a véspera de todos os santos”.

publicidade:

Nasceu, assim, o Halloween, com a preocupação de afastar a má influência dos espíritos e demônios, que poderiam ameaçar as colheitas e as vidas dos cidadãos.

A influência cultural foi trazida aos Estados Unidos pelos imigrantes e, em virtude de ser associada à figura das bruxas, desde a Idade Média, o dia passou a ter a associação de figuras de bruxas e de feiticeiros.

O Halloween e seus mitos

Entre os mitos e lendas do dia de Halloween, destaca-se a lenda de Stingy Jack. Segundo as lendas irlandesas, Stingy Jack teria convidado o próprio Satã para beber com ele no dia de Halloween. Depois que o demônio estava bêbado, Jack o convenceu a se transformar numa moeda para pagar a conta do bar mas, em vez de saldar a dívida, Jack pregou a moeda em um crucifixo.

Para se livrar, o diabo aceitou o acordo de Jack, prometendo que nunca mais o importunaria. Assim, foi libertado e cumpriu sua promessa. No entanto, quando Jack morreu, não foi aceito nas portas do céu por ter feito o acordo com o demônio, sendo também rejeitado nas portas do inferno em virtude do trato que havia feito.

Por sentir pena de Jack, que estava perdido e solitário, o diabo lhe deu um nabo com um carvão aceso dentro, servindo de lanterna. Na adaptação da festa de Halloween pelos norte-americanos, a lanterna de Jack se transformou numa abóbora iluminada, com os buracos lembrando o rosto humano.

Com o tempo, as máscaras e disfarces que antes eram usados para espantar os espíritos maus, transformaram-se em fantasias, sendo usadas pelas crianças para pedir guloseimas em vez de fazer travessuras contra os donos das casas.

Essa ideia de transformar a festa de Halloween em dia de brincadeiras surgiu por volta da década de 1930, quando o Halloween havia se transformado numa brincadeira de vândalos, que saiam destruindo tudo o que viam pela frente na noite que antecede o Dia de Todos os Santos.

Sua popularidade, depois disso, espalhou-se por outros países, sendo bem aceita no Brasil e se transformando numa festa popular adaptada.

publicidade:
Share this Story

Facebook Comments

Check Also

Palavras Difíceis e seus significados

publicidade: Há quem diga que inteligência é afrodisíaco. ...




Nosso site é gratuito e sempre será. Para ajudar a manter o site funcionando, por favor indique aos seus amigos clicando no G+, não custa nada.

Receba novidades por e-mail

Assine a nossa newsletter e receba novos conteúdos por e-mail!