Estudo, Português e Literatura

Derrepente ou De Repente?

Derrepente ou De Repente? De repente é uma expressão que deve ser escrita em separado. A locução adverbial “de repente” significa “inesperado”, “brusco”, “precipitado”, e é formada pela junção da preposição “de” com o substantivo “repente”, tendo a função de advérbio de tempo ou de modo.

Veja Também: saiba quando utilizar o Em cima e o Encima

Derrepente ou De RepenteA locução adverbial “de repente” tem função sintática de advérbio de tempo, tendo a preposição “de” como antecedente introdutório do substantivo “repente”. Desta forma, não deve haver junção ou fusão entre os dois termos, e sim uma conexão, para que ela tenha um sentido completo.

publicidade:


Como vemos nos exemplos abaixo:

  • De repente, um barulho estranho foi ouvido atrás da porta.
  • De súbito, um barulho estranho foi ouvido atrás da porta.
  • Repentinamente, um barulho estranho foi ouvido atrás da porta.

A locução “de repente” também pode ser usada com a função de advérbio de modo:

publicidade:
  • A moça entrou de repente na sala.
  • A moça entrou de ímpeto na sala
  • A moça entrou de modo precipitado na sala.

A forma como apresentamos a locução “de repente” nestes últimos exemplos é diferente da maneira como a colocamos na frase anterior. Quando dizemos “De repente, um gato entrou correndo”, estamos colocando uma relação ao tempo em que o gato entrou correndo na sala e não ao modo como ele chegou.

Derrepente ou De Repente – Derrepente está errado

Desta forma, devemos entender que “de repente” deve ser sempre escrito separadamente e não junto. Então, podemos afirmar categoricamente que “derrepente” não existe, já que a locução nunca poderá ser escrita com uma palavra, e sim com duas palavras separadas, criando a locução adverbial de modo ou de tempo.

Cursos grátis

Clique aqui e faça um curso gratuito. São diversas áreas (tecnologia, informática, web, gastronomia, administração). E o melhor, você não precisa pagar nada por isso.

Chamamos a expressão de locução adverbial uma vez que essas duas palavras, assim como outras locuções, atual juntas como um único advérbio, alterando o sentido do verbo.

Veja a seguir novos exemplos:

  • De repente, o pássaro saiu voando.
  • Aquele homem, de repente, começou uma corrida.

Como podemos classificar essas duas locuções adverbiais em cada frase?

No primeiro caso, entendemos que o pássaro saiu voando de uma hora para outra, ou seja, dentro de um determinado tempo, o que nos coloca a expressão “de repente” em “de repente, o pássaro saiu voando”, como uma locução adverbial de tempo.

No segundo caso, “aquele homem, de repente, começou uma corrida”, estamos tratando de uma locução adverbial de modo. De que forma o homem começou a corrida? De repente. Ou seja, repentinamente, de subido, sem que ninguém se desse conta do fato.

Veja a aplicação da locução adverbial “de repente” no poema de Ferreira Gullar, “Traduzir-se”, que foi musicado por Fagner:

“Uma parte de mim

é permanente:

outra parte

se sabe de repente”.

A expressão “de repente” é proveniente do latim. Quando procuramos a origem de uma palavra, podemos contar sempre com os estudos feitos sobre elas mas, em alguns casos, é impossível conhecer sua verdadeira origem. Alguns vocábulos ou expressões mudam com o tempo e, certamente, isso nunca acontece de repente.

Repente tem essa característica. Em latim antigo, a palavra usada era “subitus”, ou seja, algo que acontecem repentinamente. Em algum ponto da história, apareceu “repente” como seu sinônimo, acabando por se tornar comum na língua portuguesa.

O interessante é perceber que, fora da locução adverbial, “repente” tem outro significado entre nós: significa uma canção inventada na hora. Assim, temos os repentistas, na Região Nordeste e na Região Sul, que inventam seus versos enquanto cantam. Não deixa de ser uma derivação da expressão, já que o “repente” é feito na hora, no momento, sem qualquer preparação prévia.

Como dissemos, “de repente” é uma expressão que deve ser escrita sempre com as palavras separadas. Nunca é “derrepente” e também não pode ser “derepente”.

publicidade:
Share this Story

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Check Also

Palavras Difíceis e seus significados

Há quem diga que inteligência é afrodisíaco. E ...




Nosso site é gratuito e sempre será. Para ajudar a manter o site funcionando, por favor indique aos seus amigos clicando no G+, não custa nada.

Receba novidades por e-mail

Assine a nossa newsletter e receba novos conteúdos por e-mail!